Chillimercado360 agradecimentos

Nosso último artigo de 2011, no Chilli360mercado, é de agradecimento. Foram várias as nossas conquistas, aprendizados, plantios e colheitas.

O planejamento e avaliação foram ferramentas constantes, misturados com brainstorm e criatividade mil no nosso dia-a-dia, sempre buscando o melhor resultado para o nosso cliente. Cada caso, um case específico e horas dedicadas para sairmos do lugar comum.

E nosso processo não para. A cada seis meses, reformulamos e repensamos a nossa própria comunicação, nossa imagem e forma de se comunicar, mostrando o potencial da nossa equipe, mentes inquietas em busca do mais.

E para cada cliente, amigo, fornecedor, parceiro e/ou veículo que tomou um cafezinho na agência, curtiu um post, comentou ou, mesmo, que passou por nossa sala de reunião e teve seu job pensado e discutido, aqui vai nosso obrigado.

Para nós, da Chilli Comunicação, não existe job pequeno. Existem pequenas oportunidades de mostrar que todos podem ser grandes, que cada dificuldade pode ser transformada em criatividade e gerar lucro.

Nosso muito obrigado a todos que confiaram a nós os seus negócios, as suas marcas e os seus planejamentos. Nosso muito obrigado para todos que comentaram, deram suas opiniões nos posts. E 2012 tem mais, muito mais.

Boas festas, muitas realizações e sucesso no ano que vai começar!

Anúncios

Chillimercado360: +Net

Hoje, a coluna Chillimercado360 traz informações sobre a + NET, nova empresa na região central do Estado de São Paulo se estabelecendo em Araraquara, que trabalha como provedora de internet wi-fi, com tecnologia 5G. Seu objetivo é oferecer serviços como provedora de internet, com instalação rápida de alta tecnologia e assistência personalizada para toda a cidade.

Nas palavras de Sergio Gualda (foto), representante da empresa, “todo o material criado pela Chilli Comunicaçãoatendeu o que buscávamos”.

Para a +NET, foi desenvolvida toda identidade institucional, partindo do estudo da marca, aplicação na papelaria e material de divulgação.

Ressaltamos, com esse job, nossa expertise em desenvolver projetos que atendam às expectativas do cliente e, principalmente, do mercado.

Você está fazendo social media errado


Empresas têm cometido erro na social media quando:

  • Não quer estar nas redes sociais  – Sua marca já está nas redes, agora mesmo tem algum consumidor mencionando bem ou mal sua marca.
  • Não contrata um profissional – sobrinho que sabe “mexer” e usa muito as redes não entende de estratégia, objetivos e resultados.
  • Usa perfil e não página no Facebook– As regras são claras: empresa, loja, marca devem ter páginas.
  • VOCÊ GRITA – pela etiqueta da internet, escrever em maiúscula você está gritando e sendo inconveniente no local. Preste bem antenção.
  • Não é uma esseção – é claro que o correto é exceção. Que tal prestar atenção no português? Seus leitores agradecem.
  • Viu, você precisa de um site?– invade o twitter ou o mural das pessoas, sem pedir permissão. Não faz pesquisa se o produto é adequado para o destinatário da mensagem. E pior, fala com ele quando ele não quer que sua marca fale.
  • Eu sou o melhorrrrr do melhorrr do mundo – publica conteúdo só sobre sua marca e empresa. Cadê o diálogo com seu consumidor?
  • Quero números, números número sem engajamento, interação, são só números. As vezes, 1% para o seu segmento é o ideal.
  •  Vai vender quanto? – social media não é pastel, são conversações. Você mostra sua empresa, o produto e através do diálogo vai fazendo com que as pessoas conheçam sua empresa e os produtos. A venda é conseqüência.
  • Eu sempre fiz assim e deu certo – cadê a análise de concorrência, a saída de trás da mesa para ver o que os clientes querem e compram?
  • Moço, quanto custa? Moço? – quando não responde a menor pergunta do seu consumidor.
  • Falaram o que? – não sabe o que e como sua marca é falada nas redes sociais. Monitoramento é estratégico.

  • Abafa, abafa! – Depois de descobrir o que falam, quer que o consumidor apague ou delete o que falou da sua marca.
  • Ahh, deixa que o meu sobrinho faz– não se preocupa com o visual, com a qualidade do material de comunicação. 

     

Guedes Alumínio: Sucesso do produto com uso da Social Media.

Falar de um bom anúncio é fácil, assim como uma propaganda que não sai da cabeça, mas quando falamos de sucesso, como conjunto de ferramentas e interação com usuários, é digno mencionar as atividades digitais da Guedes Alumínio.

A Guedes Alúminio está no mercado há 18 anos, atendendo todo o Brasil e comercializando brindes personalizados de alumínio, como canecas, chopeiras, kits, lembranças e muito mais.

A empresa tinha tudo para ser só mais uma produtora de brindes, com produtos específicos para ocasiões peculiares, ou, uma empresa relacionada com Social Media com investimento não tangível, como é tratado pelos menos informados do assunto. Em 3 meses de interação e envolvimento em redes sociais, o sucesso dos seus produtos tem ganhado cada vez mais mercado. O número de orçamentos e pedidos estão crescentes e a expectativa para o final de 2011 é que supere o ano anterior. Para o sócio proprietário Endrigo Ricardo Guedes, “o Social Media traz uma aproximação entre a empresa e o mercado, com acesso fácil e rápido.” Endrigo ressalta também que “o número de visitas no site (produtos) está cada vez mais crescente vindo dos canais utilizados nas ações de interação”.

A planner digital Marcia Ceschini, responsável pelas ações online do cliente, destaca que “projetar para um cliente com produtos e mercado específico foi um grande desafio e que, nesse ultimo mês, por exemplo, impactamos mais de 39 mil pessoas com as redes sociais em que fazemos curadoria de conteúdo, e, em um mês de interação, o site recebeu quase 1.000 visitas a mais que o normal”, lembrando que esses dados são retirados de monitoramentos diários. Quando questionada sobre a interação e o nível de aceitação (ou recusa) dos internautas que recebem informações da marca, Marcia declara que “ambos têm sido positivos; a abordagem aos que não são seguidores é feita quando o usuário do twitter menciona ‘caneca de alumínio’ ou ‘chopeira’, palavras que monitoramos diariamente. O cliente é seguido por perfis de sustentabilidade, organizadores de evento, gastronomia e negócios”.

Aos olhos da Chilli Comunicação, não existe cliente pequeno, mas, sim, audacioso, que visa crescer e aumentar seu share de mercado.

iThanks


Hoje seria dia de um post do Chillimercado360, mas temos que abrir espaço para um post especial Steve Jobs.

Não precisa ser Apple Addicted para entender o luto de muitas pessoas com a morte do inovador  Steve Jobs. Todos os segmentos devem a esse gênio, a mudança que seus aparelhos tecnológicos trouxeram para nossa vida profissional. Jobs mudou como usamos os computadores, celulares e até a maneira que ouvimos música.

Os primeiros Macs revolucionaram o mercado da propaganda e iniciaram um caminho de excelência na diagramação das nossas peças. Hoje em dia oferecemos anúncios maravilhosos que os diretores de arte e criação veem saltar do seu monitor Mac.

Os grandes méritos de Steve Jobs, enumerados em quase todos os tweets que temos lido, foi sua mente inovadora e a capacidade de unir talentos para criar, gerir e manter a Apple top of mind. Um consumidor Apple é love brand, é advogado da marca, é adorador.

Cremos que como todo gênio, Steve parte deixando um legado e a certeza da diferença que fez nessa era que vivemos, a terceira onda, segundo o Alvin Tofler. I Thanks, we thanks, Steve.

Sugerimos também a leitura desses posts sobre a perda de Steve Jobs:

Luli Radfahrer, professor de comunicação digital da USP, cita Jobs como um Leonardo da Vinci de nossa época. Em seu post, Luli fala sobre o legado deixado por Steve: nem tudo está perdido.

Rosana Hermann, jornalista e física nuclear, fez várias postagens no seu blog Querido Leitor

Amanda de Almeida do blog Brainstorm9 fala sobre os 10 mandamentos de Steve Jobs