Como usar o novo Tweetdeck


Não sei se todos usam o Tweetdeck, ferramenta para gerenciar e postar no Twitter (microblog para uso com 140 caracteres), mas eles fizeram uma atualização esta semana e muitos ainda estão perdidos em como usá-lo.

Fizemos um pequeno tutorial a partir do Twitter da Guedes Alumínio, para ajudar  a achar as funcionalidades:


As colunas podem ser adicionadas no botão com círculo de mais (Add Column), mas elas não ficam logo na sequência como antes, você precisa clicar nas barras cinzas à direita para ver as novas colunas (tanto para outras contas ou buscas).

Para escrever, clique no botão azul com a pena desenhada. Mas alerta, ele não aceita mais mensagens grandes e as fotos devem ser “upadas” antes de escrever o tweet. Fotos pesadas não conseguem upar, use fotos com menos até 300 k, mais chances de conseguir publicar.


Clicando em Mais (ou more)  você verá que os botões para reply e retweet continuam os mesmos; a estrela é para favoritar e a última seta é onde  encurtado o link (create link) e torna possível deletar o tweet caso tenha ocorrido um erro.

Tem mais alguma dúvida sobre o novo Tweetdeck? Deixe um comentário e nós da Chilli 360 lhe ajudaremos.

Anúncios

Você está fazendo social media errado


Empresas têm cometido erro na social media quando:

  • Não quer estar nas redes sociais  – Sua marca já está nas redes, agora mesmo tem algum consumidor mencionando bem ou mal sua marca.
  • Não contrata um profissional – sobrinho que sabe “mexer” e usa muito as redes não entende de estratégia, objetivos e resultados.
  • Usa perfil e não página no Facebook– As regras são claras: empresa, loja, marca devem ter páginas.
  • VOCÊ GRITA – pela etiqueta da internet, escrever em maiúscula você está gritando e sendo inconveniente no local. Preste bem antenção.
  • Não é uma esseção – é claro que o correto é exceção. Que tal prestar atenção no português? Seus leitores agradecem.
  • Viu, você precisa de um site?– invade o twitter ou o mural das pessoas, sem pedir permissão. Não faz pesquisa se o produto é adequado para o destinatário da mensagem. E pior, fala com ele quando ele não quer que sua marca fale.
  • Eu sou o melhorrrrr do melhorrr do mundo – publica conteúdo só sobre sua marca e empresa. Cadê o diálogo com seu consumidor?
  • Quero números, números número sem engajamento, interação, são só números. As vezes, 1% para o seu segmento é o ideal.
  •  Vai vender quanto? – social media não é pastel, são conversações. Você mostra sua empresa, o produto e através do diálogo vai fazendo com que as pessoas conheçam sua empresa e os produtos. A venda é conseqüência.
  • Eu sempre fiz assim e deu certo – cadê a análise de concorrência, a saída de trás da mesa para ver o que os clientes querem e compram?
  • Moço, quanto custa? Moço? – quando não responde a menor pergunta do seu consumidor.
  • Falaram o que? – não sabe o que e como sua marca é falada nas redes sociais. Monitoramento é estratégico.

  • Abafa, abafa! – Depois de descobrir o que falam, quer que o consumidor apague ou delete o que falou da sua marca.
  • Ahh, deixa que o meu sobrinho faz– não se preocupa com o visual, com a qualidade do material de comunicação. 

     

Guedes Alumínio: Sucesso do produto com uso da Social Media.

Falar de um bom anúncio é fácil, assim como uma propaganda que não sai da cabeça, mas quando falamos de sucesso, como conjunto de ferramentas e interação com usuários, é digno mencionar as atividades digitais da Guedes Alumínio.

A Guedes Alúminio está no mercado há 18 anos, atendendo todo o Brasil e comercializando brindes personalizados de alumínio, como canecas, chopeiras, kits, lembranças e muito mais.

A empresa tinha tudo para ser só mais uma produtora de brindes, com produtos específicos para ocasiões peculiares, ou, uma empresa relacionada com Social Media com investimento não tangível, como é tratado pelos menos informados do assunto. Em 3 meses de interação e envolvimento em redes sociais, o sucesso dos seus produtos tem ganhado cada vez mais mercado. O número de orçamentos e pedidos estão crescentes e a expectativa para o final de 2011 é que supere o ano anterior. Para o sócio proprietário Endrigo Ricardo Guedes, “o Social Media traz uma aproximação entre a empresa e o mercado, com acesso fácil e rápido.” Endrigo ressalta também que “o número de visitas no site (produtos) está cada vez mais crescente vindo dos canais utilizados nas ações de interação”.

A planner digital Marcia Ceschini, responsável pelas ações online do cliente, destaca que “projetar para um cliente com produtos e mercado específico foi um grande desafio e que, nesse ultimo mês, por exemplo, impactamos mais de 39 mil pessoas com as redes sociais em que fazemos curadoria de conteúdo, e, em um mês de interação, o site recebeu quase 1.000 visitas a mais que o normal”, lembrando que esses dados são retirados de monitoramentos diários. Quando questionada sobre a interação e o nível de aceitação (ou recusa) dos internautas que recebem informações da marca, Marcia declara que “ambos têm sido positivos; a abordagem aos que não são seguidores é feita quando o usuário do twitter menciona ‘caneca de alumínio’ ou ‘chopeira’, palavras que monitoramos diariamente. O cliente é seguido por perfis de sustentabilidade, organizadores de evento, gastronomia e negócios”.

Aos olhos da Chilli Comunicação, não existe cliente pequeno, mas, sim, audacioso, que visa crescer e aumentar seu share de mercado.