Chillimercado360 agradecimentos

Nosso último artigo de 2011, no Chilli360mercado, é de agradecimento. Foram várias as nossas conquistas, aprendizados, plantios e colheitas.

O planejamento e avaliação foram ferramentas constantes, misturados com brainstorm e criatividade mil no nosso dia-a-dia, sempre buscando o melhor resultado para o nosso cliente. Cada caso, um case específico e horas dedicadas para sairmos do lugar comum.

E nosso processo não para. A cada seis meses, reformulamos e repensamos a nossa própria comunicação, nossa imagem e forma de se comunicar, mostrando o potencial da nossa equipe, mentes inquietas em busca do mais.

E para cada cliente, amigo, fornecedor, parceiro e/ou veículo que tomou um cafezinho na agência, curtiu um post, comentou ou, mesmo, que passou por nossa sala de reunião e teve seu job pensado e discutido, aqui vai nosso obrigado.

Para nós, da Chilli Comunicação, não existe job pequeno. Existem pequenas oportunidades de mostrar que todos podem ser grandes, que cada dificuldade pode ser transformada em criatividade e gerar lucro.

Nosso muito obrigado a todos que confiaram a nós os seus negócios, as suas marcas e os seus planejamentos. Nosso muito obrigado para todos que comentaram, deram suas opiniões nos posts. E 2012 tem mais, muito mais.

Boas festas, muitas realizações e sucesso no ano que vai começar!

Anúncios

Foco em negócios

No último final de semana estivemos no Techinter2011, a 1ª Conferência sobre Carreira, Mercado de Trabalho e Novas Oportunidades em Tecnologia de Informação, em Bauru- SP. O evento foi organizado pela Legaltech Consultoria e Treinamento Ltda.

Em dois dias, vimos palestras de empresas como IBM, Microsoft, TOTVs, Locaweb, Citibank, Arca Solutions, e universidades UNICAMP, UNIVEM, Metodista, FATEC e sites de vaga como Emprega TI e de crowdsourcing como We Do Logos, entre outras. Os assuntos eram direcionados para estudantes e profissionais de TI.

Engana-se quem pensa que as palestras ficaram só no “techiniquês”. A maioria da palestras falou em TI como modelo de negócios. Análise swot, atitudes sustentáveis, advergames, mobile, planejamento, dicas de carreira, crowdsourcing, inovação e mídias sociais foram palavras do universo da comunicação digital que estavam na boca de todos os palestrantes.

Hoje em dia, todas as áreas precisam focar em negócios, resultados. O sucesso no mundo dos negócios é o “velocino de ouro” para os “jasões”  do mercado. Não importa sua formação, é preciso entender de comunicação, planejamento e resultado.

O interessante para nós da Chilli Comunicação participarmos de eventos diferentes da nossa área, é a chance contínua de novos aprendizados, novos olhares e o network que se constrói. O único senão é que sentimos falta de uma palestra de comunicação de marca. De resto, parabéns Techinter e organizadores. O evento teve muito foco em negócios.

Como será 2012 para sua empresa?

Final do ano já está nas nossas portas. Além das empresas estarem se preparando para as vendas de final de ano, também devem começar a trabalhar seu planejamento e budget para 2012.

Hoje em dia, não importa o tamanho da empresa, planejamento e orçamento devem fazer parte de suas estratégias empresariais.

Em dicas bem  simples, faça análise swot (levantamento de pontos fortes, pontos fracos, oportunidades e ameaças) do seu negócio e principais concorrentes. Depois mensure  os gastos que teve em 2010 e deduza do lucro bruto. Do que sobrou, faça a projeção de metas, o que deseja crescer em 2012.  Lembre-se de incluir de 3 a 10% do valor para investir em comunicação.

Por comunicação lembre-se que devemos falar de logo, fachada, instalações da empresa, anúncios, campanhas, website, social media, ações no ponto de venda, relacionamento com o consumidor e tudo mais que ajude atingir a sua meta. Para planejamento da sua comunicação, conte com a equipe da Chilli Comunicação.

Importante: Não deixe a comunicação fora do seu planejamento. A concorrência aumentou e o poder de compra está nas mãos do consumidor. Quanto mais próximo estiver do consumidor e mantiver  a comunicação focada, mais seu 2012 terá tudo para ser conforme o planejado. Não deixe para última hora.

Você sabe realmente o que é “branding” ?

Esse texto foi extraido do site Webinsider, portanto, todos os créditos são para os profissionais do site, entre elas “Monica Sabino”. Nosso objetivo com ele, é divulgar o que é o correto e como deve ser empregado essa “palavrinha” que muitos usam apenas para deixar textos bonitos ou engrandecer defesas de projetos.

Mas o que é branding, afinal?

O termo branding é mal compreendido e está sendo usado para explicar qualquer coisa. No entanto, atrair consumidores para a sua marca é o trabalho mais relevante que um profissional de marketing pode fazer.

De uns tempos para cá, em toda parte começou a aparecer o termo branding, a buzzword preferida dos marketeiros. Tudo é uma questão de branding, ações de marketing viraram ações de branding, as justificativas de se estourar o orçamento deste mês são, sem dúvida, um problema de branding, e até algumas agências de design viraram agências de branding.

No começo desse mês, eu li no Branding Strategy Insider esse post, que fala sobre como o branding está precisando trabalhar no seu próprio branding.

Eu explico. O abuso do termo não é exclusivo dos brasileiros, e tem causado irritação e frustração nos outros profissionais (que não os de marketing) nas empresas. Porque na prática, como o termo branding está sendo usado para explicar qualquer coisa, tem virado piada e sinônimo de blá-blá-blá. Quando foi que a palavra virou algo misterioso que não sabemos bem a que se refere?

Uma marca ou brand é a percepção dos consumidores sobre um produto, serviço, experiência ou organização. Não o que os profissionais de marketing pensam que a marca é, mas o que ELES, os consumidores acham que ela é.

Portanto, por princípio, não existe marca em um escritório de design. Ou num boardroom. A marca está nas ruas, nas casas, sendo vivida e experimentada. O design, o sistema de identidade de uma marca, é sim, importantíssimo, crucial. É a estratégia em forma visível, como dizia o pioneiro Wally Ollins. Mas não é a totalidade do que é a marca.

Para a American Marketing Association, branding não é fazer com que um consumidor escolha uma marca ao invés da marca concorrente. É fazer com que um potencial consumidor perceba a marca como a única solução para o que ele busca. A única escolha lógica para o que ela está oferecendo. Branding é um sistema de comunicação que deixa claro porque a marca importa. É achar e comunicar algo que atraia os consumidores para a marca, ao invés de você ter que caçá-los de modos, algumas vezes, bem caros.

E não adianta ser apenas diferente. Diferente é ótimo, claro. Nossa atenção vai direto para o que é diferente. Tem que ser relevante. Tem que ser solução. E não porque eu digo, mas porque o consumidor, o usuário está dizendo.

Branding é atrair esses consumidores para a sua brand. É o trabalho mais relevante e de maior ROI que um profissional de marketing pode fazer. Branding te faz saber o que dizer antes mesmo de que você abra a boca. Portanto o diretor financeiro tem que cobrar o bom branding, porque ele aumenta as chances de retorno do investimento na marca. E não ter medo de quando o diretor de marketing usa a palavra de modo enigmático.

Da próxima vez que ouvir o termo mal-utilizado, passe a mensagem para frente. Pergunte o que o consumidor achou. Pergunte como isso torna a marca a escolha lógica. Como isso atrai os consumidores para que não se tenha que caçá-los. Para que quando formos falar de branding, falemos de verdade, que o assunto é importante.

Por Monica Sabino
15/07/2008
http://webinsider.uol.com.br/2008/07/15/mas-o-que-e-branding-afinal/