Dos cartazes de Tiradentes a Alex Periscinoto: o começo da propaganda no Brasil


Na história da propaganda no Brasil, os primeiros registros de cartazes e folhetos foram feitos por Tiradentes para divulgar o movimento pela independência.  Antes, a propaganda era feita boca a boca pelos mascates viajantes.

A primeira agência a trabalhar com criação foi a Eclética, em 1913. Os anúncios nessa época giravam em torno da compra e venda de imóveis e escravos. Com o passar dos anos e com a evolução dos veículos como rádios, jornais, revistas e TVs, o mercado publicitário passou a ter mais presença e o número e diversificação dos anúncios tornaram-se maiores.

Em 1951, foi criada a primeira Escola Superior de Propaganda, mas muitos dos nomes pioneiros da propaganda no Brasil foram inicialmente autodidatas. É o caso de Alex Periscinoto, que começou como operário e foi promovido a desenhista em tecido nas Indústrias Matarazzo.

Seu primeiro emprego na área deu-se por ter ganhado um concurso da Sears para um cartaz de ferro de passar roupa. Depois disso, trabalhou no antigo Mappin, estagiou na DDB EUA e foi sócio fundador da ALMAP, que na época chamava-se Alcântara Machado Publicidade.

Periscinoto cuidou da conta da Volkswagen de 1960 a 1988, quando passou a ALMAP para o comando de Marcelo Serpa e Luiz Madeira. Ainda como sócio da Almap, Periscinoto venceu o prêmio 100 Melhores Comerciais do Brasil por 03 anos consecutivos, até serem retirados do rol de concorrentes porque mais da metade dos comerciais vitoriosos eram sempre da sua agência. Recebeu os prêmios:

  • Publicitário do Ano, 1984
  • Publicitário dos Últimos 20 Anos, 1988
  • Colunistas, 2000
  • Mauro Salles de Reconhecimento Profissional, 2004

Atualmente, Periscinoto é sócio diretor na empresa de Consultoria Sales, Periscinoto, Guerreiro & Associados, tem um blog na Globo.com e o mantém atualizado com temas sobre comunicação, sustentabilidade, entre outros.

Aqui na Chilli360 nós gostamos de conhecer e compartilhar a história da propaganda. Você também? Deixe seu comentário.

Fontes:
A História da Propaganda – Resumo
Alex Periscinoto – Wikipédia

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s