Chilli360 idealiza campanha contra o abuso sexual infantil

Um assunto delicado e polêmico, mas que precisa ser exposto aos olhos da sociedade. Um crime no qual as vítimas muitas vezes se calam por medo ou por vergonha. Um incentivo para que denunciem. É isso que move a nova campanha contra o abuso sexual doméstico infantil da Casa Betânia, desenvolvida pela Chilli360, com o apoio da Casa Mater, InMídiaDigital, Revista Perfil, Carvalho Studio, Gráfica Ferrari, Publiout e Doctor Áudio.

Idealizada há cerca de 20 dias pela equipe de planejamento da agência, a campanha tem como tema “Criança que sofre abuso sexual doméstico sente-se dilacerada durante a vida toda” e, por meio dos apoiadores, será veiculada em TVs, outdoors, revistas, folders, cartazes, jornais e internet.

Desenvolvemos as peças baseados no enorme trauma psicológico que o abuso causa nas crianças. Este trauma é um dos piores que existem e a vítima o carregará pelo resto da vida. Com a campanha, esperamos que as denúncias aumentem bastante e que sejam evitados futuros abusos, inibindo os criminosos”, diz Priscila Godoy, criativa da Chilli360.

As produções da campanha foram lançadas neste último final de semana na internet (via assessoria de imprensa, vídeo, cartaz, e-marketing e redes sociais) e, posteriormente, serão publicadas nos veículos apoiadores. Coincidentemente, sua divulgação ocorre na mesma época em que o assunto voltou ao noticiário pela voz da apresentadora Xuxa Meneghel, que revelou em uma recente entrevista ter sofrido abuso quando criança, para surpresa de todos que a conhecem.

Suas corajosas declarações repercutiram fortemente no País todo e, segundo números da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República, as denúncias do crime aumentaram cerca de 30% desde então.

Assista e compartilhe, ajude a divulgar este assunto de extremo interesse público.


Segundo maior tipo de violência registrado no Brasil

Os casos de abuso sexual doméstico infantil são, atualmente no Brasil, o segundo maior tipo de violência registrada contra crianças de até 9 anos e de 10 a 14 anos. Esses dados foram levantados pelo Ministério da Saúde em uma inédita pesquisa e são referentes a 2011.

No levantamento, contra crianças de até 9 anos, houve 35% de notificações deste tipo de crime, a maioria delas promovidas por alguém do sexo masculino e que possuía muita proximidade com a vítima. Já na faixa etária de 10 a 14 anos, foram 10,5% das notificações, ficando atrás somente da violência física, que registrou 13,3% notificações.

Em Araraquara, foram registradas 370 denúncias deste tipo de crime nos últimos quatro anos, um aumento de quase 300%. O número é alarmante para uma cidade deste porte.

Para denunciar qualquer tipo de abuso ou violência infantil, é só ligar para o Disque 100. O serviço funciona 24 horas e garante sigilo total.

Este slideshow necessita de JavaScript.

1 comentário

  1. Marlene Lopes · junho 4, 2012

    Linda a campanha….. Temos que orientar mesmo, e proteger as nossas crianças. Parabéns pela idéia…..

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s